24 C
Porto Velho
26 junho 2022



Juiz nega pedido da defesa e determina transferência de Milton Ribeiro para Brasília

O juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal em Brasília, recusou um pedido de habeas corpus da defesa do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, preso preventivamente pela Polícia Federal nesta quarta-feira (22), em sua residência, em Santos (SP), e determinou que ele seja transferido “imediatamente” para Brasília.

Em nota, a defesa do ex-ministro havia alegado que a prisão do ex-ministro “é injusta, desmotivada e indiscutivelmente desnecessária” e que “inexiste razão para a prisão preventiva editada”. A informação é do G1.

Milton Ribeiro foi um dos alvos principais da Operação Acesso Pago, deflagrada nesta quarta-feira (22) pela Polícia Federal, que apura desvios e irregularidades na liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O ex-ministro é investigado pelos crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

Ao todo, os agentes federais envolvidos na ação cumpriram cinco mandados de prisão e 13 de busca e apreensão nos estados de Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal.



Últimas Notícias