23/03/2018 às 17h17min - Atualizada em 23/03/2018 às 17h17min

Imprensa do Cone Sul ignora luta dos trabalhadores

Não sabemos informar os motivos pelos quais, mas os considerados maiores veículos de comunicação do Cone Sul estão ignorando a luta dos trabalhadores em educação contra o governo de Rondônia. Embora haja uma caravana de servidores públicos representando o Cone Sul em Porto Velho, local onde ocorrem as manifestações mais acirradas, os veículos de comunicação da região fingem que nada está acontecendo na capital rondoniense. Este midiarondonia.com.br reforça que, a manifestação faz parte das cobranças feitas pela classe e exige que o governo cumpra a Lei nº 11.738/2008 (lei do piso salarial do Magistério), a Lei nº 3.565/2015, que instituiu o Plano Estadual de Educação, e crie um piso salarial para os técnicos educacionais no valor de 60% do salário dos professores. Hoje os técnicos ganham pouco mais de um salário mínimo por conta das perdas salariais acumuladas. Os professores querem adequar o vencimento dos docentes ao piso nacional, que é de R$ 2.455, e solicitam ainda aumento salarial aos professores ‘classe C’, que têm especialização, em comparação aos ‘classe A’, que têm apenas o magistério.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »