03/04/2018 às 09h14min - Atualizada em 03/04/2018 às 09h14min

Coluna do Caetano: “Analfabetos Políticos”

Em Rondônia, a maioria dos detentores de mandato, de vereador a senador e na lista registra-se também, prefeitos e governadores, nenhum deles observa-se a apresentação de ideias para os vários e graves problemas do Estado, quiça do País. A lamentável desqualificação, despreparo na atividade pública e quase a totalidade deles taxados de "analfabetos políticos", despreparados para debater e/ou apresentar minimamente sugestões que possam suscitar esperança ao povo,  revela a total  falência política representativa e ainda, estão em descompasso com política do futuro está a exigir. Nenhum deles merece o status que tem. Os detentores de mandato, vinculado ao sistema político atual,  busca sobreviver com anúncio de liberação de recursos, que a despeito de publicidade parlamentar anunciando que ajudou este ou aquele município, que reivindicou, assegurou recursos, apoiou determinada ação coletiva, que liberou recursos, a população não mais aprova esse modelo de "gentilezas", quer mais. Além da ética e moralidade com a coisa pública, soma-se a isto, quer qualidade e propostas que vá de encontro a esse modelo  desgastado, podre, tomado de corrupção, privilégios em todos os poderes, enquanto o cidadão fica a observar que os recursos dos impostos, um dos mais altos do planeta, não consegue chegar a um posto de saúde, numa escola, o que dirá quando se sonha com projetos estruturais nas cidades que mudaria significativamente a  qualidade, para melhor,  a vida das pessoas. Os novos representantes, terão por exigência da população a necessária qualificação para apresentar propostas  já que, o debate nacional terá que tratar questões como: Mudança do modelo de cobrança de impostos, redefinição do SUS, mudança na legislação eleitoral com o fim de reeleição após segundo mandato  para parlamentar e criação do voto distrital, fim de Câmaras Municipais para cidades com até 70 mil eleitores, no lugar cria-se o Conselho Comunitário Não Renumerado e ainda, alteração da lei que regulamenta o Direito de Greve estabelecendo limites ao movimento grevista no campo de atuação, ficando impedido o fechamento de ruas, avenidas e estradas estaduais/federais e municipais. Na geração de empregos para o jovem iniciante deve estar entre as principais. A exemplo do SUS, pois não é aceitável e torna-se repugnante observar que o Sistema Único de Saúde que consome bilhões de reais, quando somado valores dos municípios, estado e do governo federal, e não se consegue dar minimamente um atendimento digno ao cidadão. Cirurgias de baixa complexidade  do tipo cataratas, milhares de idosos amargam no calvário do sistema público há espera há mais de 3 anos mas continua sem data para a sua realização. Das cirurgias eletivas, já somam mais de  mil pacientes em Rondônia que aguardam na fila, orando para que o sistema de regularização, regra do SUS, encaminhe o "maldito" email informando a data da cirurgia. É o fim. Nesse particular, o Estado não pode, de forma alguma, e nem deve, ficar refém de uma polarização que por "interesses" de parlamentares que no desejo de manter um sistema que premia o "jeitinho" eleitoral quando, por meio de assessores, "ajustam"  o atendimento ao eleitor no atendimento hospitalar,  tem o único objetivo é o de aumentar o espólio de votos visando reeleição. Essa vergonha precisa e deve ser duramente combatida. Dezenas de outros temas de relevância devem constar na pauta do Congresso Nacional a partir de 2019 e se mantido o nível de despreparados que se apresenta na atualidade, seja em Brasília ou mesmo na Assembléia Legislativa, o quadro de melhoria de serviços públicos, se está ruim, vai decair e os avanços que se objetiva contra a corrupção, vai ficar no sonho de todos nós. Somente a renovação, em especial os de Brasília, sem exceção, nada será possível atingir nas mudanças que a população deseja e espera angustiante. Caetano Neto - advogado e presidente da Associação de Defesa dos Direitos da Cidadania em Rondônia
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »