12/12/2018 às 17h39min - Atualizada em 12/12/2018 às 17h39min

Sintero cobra Seduc sobre possível fechamento dos EJA

A direção do Sintero esteve na Seduc na última segunda-feira (10/12) para cobrar informações sobre a situação dos profissionais da educação, após a nova reformulação da Portaria 520/2017, que regulamenta o Curso Modular para alunos de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Em 2017 a Portaria 1166/2013 que tratava sobre a operacionalização do Curso Modular organizado em conclusão do Ensino Fundamental do 5º ao 8º ano e do EJA, sofreu grandes reformulações e isso resultou em uma nova regulamentação, a Portaria 520/2017. 

Entretanto, após ser colocada em prática, a Portaria 520/2017 gerou alguns problemas, e por isso deve ser ajustada novamente. Porém, essas novas mudanças tem provocado preocupação aos profissionais da educação.

A direção do Sintero pediu na Seduc, através da presidente Lionilda Simão de Souza, secretária Geral Dioneida Castoldi, secretário de Assuntos Municipais Germano José Gonçalves de Souza, secretário de Imprensa e Divulgação Sandro Luiz Ascuy, secretária de Assuntos Educacionais Francisca Diniz de Melo Martins, secretária de Cultura Política Social e Saúde do Trabalhador Maria de Fátima Ferreira e representante dos profissionais que atuam na EJA em todo o Estado, esclarecimentos sobre a nova reformulação. 

Para a direção do Sintero a maior preocupação é se os postos de trabalho serão fechados. Entretanto, a secretária de Estado da Educação de Rondônia (Seduc), Angelica Aires e a chefe do Núcleo de Educação de Jovens e Adultos da Seduc (EJA), professora Ângela Maria Aguiar da Silva, asseguraram que isso não acontecerá. 

Conforme as representantes da Seduc, a possibilidade de acelerar matéria, se matricular em dois períodos, simultaneamente, além do estabelecimento de nova carga horária total e frequência de 20%, no mínimo, do aluno, são os pontos que mais vão impactar na nova reformulação da Portaria.

De acordo com a Secretária de Cultura Política Social e Saúde do Trabalhador, Maria de Fátima Ferreira Rosilho, dessa forma, os profissionais da educação terão melhor planejamento das suas atividades.  

As alterações da Portaria 520/2017, estão sendo feitas pelo Núcleo de Educação de Jovens e Adultos e pela equipe de Normas Técnicas da Seduc. 

“A nossa preocupação é com relação as lotações dos profissionais de educação que atuam na EJA após essa reformulação. O Sintero vai acompanhar todo esse processo para que nenhum deles fiquem sem a devida lotação”, concluiu a Presidente Lionilda Simão.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »