13/04/2018 às 09h19min - Atualizada em 13/04/2018 às 09h19min

AMOR QUE MATA: Polícia revela detalhes do caso Luana

Cerejeiras – Novas revelações sobre a morte da jovem Luana Gomes da Silva, de 21 anos, foram feitas com base em informações da Polícia Militar. Luana foi executada a tiros ontem, dia 12, pelo ex-namorado, Ivonei Ferreira, de 29 anos, em razão dele não aceitar o fim do relacionamento. O crime aconteceu por volta das 12h30, no km 1 da linha 4, zona rural do município.  A Polícia Militar foi acionada por meio da Central de Operações pela própria mãe de Luana. De forma desesperada, ele informou que, o namorado de sua filha, havia acabado de atirar na jovem e, que, provavelmente, Luana estaria morta. Imediatamente, os policiais se deslocaram ao local do crime, juntamente com o Corpo de Bombeiros, onde encontraram a mãe da jovem nas proximidades de sua casa. Ao se aproximarem da área dos fundos da residência, os militares se depararam com a trágica cena de dois corpos caídos. Ainda de acordo com os relatos, Luana foi atingida por dois disparos, um no rosto e outro no maxilar. Ivonei apresentava uma perfuração à bala no maxiliar.   Relatos da mãe Ela contou que, ontem, dia 12, ouviu o casal discutindo na área de sua residência. Informou que Luana teria colocado um fim - em caráter definitivo - no relacionamento, mas que Ivonei não aceitava de forma alguma. Ressaltou que ele prestava serviço para o pai de Luana. Que ele era muito ciumento, fato que gerava muitas brigas entre o casal. Mas negou que ele fosse violento. Disse que durante a discussão, foi até a área e percebeu que seu genro estava com uma arma em punho. Em desespero e temendo por suas vidas, informou que, neste momento, pegou sua filha mais nova e saiu correndo para estrada em busca de socorro. Ela contou que, nesta hora, ouviu três disparados de arma de fogo. Midiarondonia.com com dados da PM Foto: Facebook  
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »