19/03/2019 às 06h53min - Atualizada em 19/03/2019 às 06h53min

Polícia de Cerejeiras desarticula quadrilha de estelionatários; Há “vips” da cidade entre os golpistas



Polícia Civil de Rondônia, por meio da Delegacia de Polícia de Cerejeiras, deflagrou ontem(18), a Operação VIP´s, em que se apura a prática de crimes de estelionato.
 Durante a investigação se apurou a existência de uma associação criminosa em que mediante fraude, negociavam veículos através de um site de nacional de comércio livre de bens e objetos, realizando depósitos e tratativas fraudulentas logrando em ludibriar as vítimas que entregavam os veículos aos autores, constatando posteriormente se tratar de um golpe.
 
Foram cumpridos 4 mandados de buscas e apreensão autorizados judicialmente, sendo apreendidos documentos, valores e armas de fogo e munições.
 
Os investigados são suspeitos de serem autores de vários golpes através da comercialização de veículos em diversas cidades do Estado de Rondônia, somando uma cifra estimada de mais de R$ 300.000,00.
 
Participaram da operação, 13 Policiais Civis e 2 Policiais Militares.
 
O nome da operação é em referência ao filme VIP´s que se inspirou na história de MARCELO NASCIMENTO DA ROCHA.  No tempo em que serviu o Exército, MARCELO NASCIMENTO DA ROCHA, fingiu ter uma patente maior e vendeu motos que seriam leiloadas. Já fingiu ser guitarrista do grupo Engenheiros do Havaii, produtor musical de uma banda famosa, olheiro da seleção, campeão de Jiu-jitsu, policial e até líder do PCC.

Quando esteve preso em Bangu, ele liderou uma rebelião fingindo ser da facção criminosa PCC, sem usar armas, conseguiu que as reivindicações dos encarcerados fossem atendidas, sua lábia também lhe permitiu escapar da cadeia.

Durante quatro dias, se passou por Henrique de Oliveira ou Henrique Constantino, "o filho do dono da Gol", Marcelo Nascimento Rocha levou vida de bacana no Recifolia, o carnaval antecipado da capital pernambucana.
Exibiu-se ao lado de modelos e atrizes, namorou algumas, fez amizade com atores globais e festeiros endinheirados, aproveitou as regalias de um camarote VIP, no Recifolia e das mordomias do Resort Nannai Beach.

Por dois dias teve à disposição um Jatinho e um helicóptero, sem gastar um tostão, consumiu mais de R$ 100 mil nos quatro dias de farra, deu até entrevistas no programa do Amaury Jr.
Quando foi preso no Rio estava abordo do Jatinho Citation 5 (PT-OSD), a quem deu carona a Carolina Dieckmann, Marcos Frota e Ricardo Macchi e o empresário Walter Sá Cavalcante. (Assessoria)
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »