21/08/2019 às 17h58min - Atualizada em 21/08/2019 às 17h58min

Movimento Rondônia pela Educação ganha força no Estado

O Movimento Rondônia pela Educação ganha força entre as entidades signatárias e apoiadoras da iniciativa. A proposta prevê, entre outros objetivos, a melhoria na qualidade do ensino público em Rondonia, aumento de índices como Ideb, combate à evasão escolar e estruturação do ambiente escolar como um todo.

De iniciativa da Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), a partir de uma observação de uma iniciativa similar em Santa Catarina, o Movimento Rondônia pela Educação já tem centenas de signatários entre entidades públicas e privadas, que em maior ou menor monta, darão sua importante contribuição, fortalecendo a educação rondoniense.

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae), que já possui um programa nacional de Educação Empreendedora, tem feito grandes esforços no sentido de contribuir para o movimento. Além da aplicação da metodologia “Jovens Empreendedores Primeiros Passos”, em que os professores das redes municipais são capacitados com metodologia específica para aplicar em sala de aula noções de empreendedorismo, culminando em uma feira onde os alunos comercializam produtos definidos e manufaturados por eles próprios.

Além, disso, o Sebrae em Rondônia, por meio de seu diretor superintendente, Daniel Pereira, vem promovendo discussões em todo interior rondoniense, articulando a aplicação dessa metodologia nos municípios, além de oferecer aos gestores produtos consolidados como o Seminário Empretec, com objetivo de qualificar as equipes técnicas municipais, melhorando a gestão escolar como um todo.

Nesta última semana, Daniel Pereira reuniu-se com o Procurador Geral de Justiça de Rondônia, Aluildo Leite, que estava acompanhando da Promotora Priscila Tibes, na sede do Ministério Público de Rondônia. “Viemos buscar apoio da mão forte do MPE para agregar hoje neste importante movimento. Precisamos combater a evasão escolar e as promotorias têm ferramentas que talvez nos auxiliem nisto.”, afirmou Pereira. Para o PGJ, o Ministério Público tem centralizado vários esforços para contribuir com a sociedade: “O projeto ‘Nem Um a Menos’ é um exemplo disso pois pode ser um monitoramento sobre o tema evasão escolar. Apoiamos esta e toda iniciativa desta natureza.”, concluiu.

Em seguida, Daniel Pereira reuniu-se no Tribunal de Contas do Estado (TEC/RO) para convidar a instituição a abraçar o Movimento Rondônia pela Educação. Além do presidente da casa, Edilson Silva, estiveram presentes à reunião os conselheiros Euller de Mello, Francisco Carvalho da Silva, Paulo Curi Neto e Wilber Coimbra. Os conselheiros mostraram-se muito receptivos à iniciativa, colocando-se inteiramente à disposição para contribuir. Ventilou-se inclusive a possibilidade da mediação da evasão escolar nos moldes da verificação da aplicação mínima de recursos na educação e a utilização da ferramenta “Tô no Controle”. “Vamos trabalhar uma governança multinível, buscando medir o resultado das políticas públicas na educação e o papel do TCE é apontar melhorias. Estamos também integrados neste movimento que guarda pertinência com os projetos internos que temos aqui. Parabéns às instituições parceiras.”, apontou Edilson.

Daniel Pereira afirmou que a rodada de reuniões foi bastante produtiva: “A evasão escolar impacta significativamente nos índices do Ideb. Precisamos atuar em uma solução para isto, e as diversas instituições poderão fortalecer o movimento para conseguirmos impactar cada vez mais crianças.”.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »