09/09/2019 às 17h33min - Atualizada em 09/09/2019 às 17h33min

Após polêmicas, Bolsonaro vai intervir no PSL de Rondônia

Jaime Bagatolli, o empresário que perdeu a vaga de senador com apenas um por cento dos votos para Confúcio Moura, continua alijado do governo estadual, junto com sua turma. Ao que parece, o diálogo está extremamente difícil. Mesmo com a intermediação de alguém que tem o poder de resolver todas as crises: o presidente Jair Bolsonaro. Ele recebeu Bagatolli no Planalto, recentemente, para uma audiência de 15 minutos. Para se ter ideia a importância que Bolsonaro deu ao encontro, a conversa acabou durando nada menos do que cerca de 40 minutos. O Presidente ouviu atentamente as ponderações e queixas do empresário e ficou de conversar com o governador Marcos Rocha sobre o assunto. Desde antes da posse, Marcos Rocha e Bagatolli, companheiros no PSL de primeira hora, se afastaram de forma bastante séria. Houve uma tentativa de reconciliação, quando ambos apareceram abraçados nas redes sociais, mas o reatamento das relações não aconteceu. Tanto Bagatolli como seu suplente, João Cipriano, ao menos até agora, estão rompidos com o Palácio Rio Madeira/CPA. O Coronel Chrisóstomo, único deputado federal eleito pelo partido, ficou ao lado de Bagatolli. Bolsonaro agora está com a  missão de pacificar o PSL rondoniense. Conseguirá?

Fonte:Sérgio Pires
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »