14/09/2019 às 06h33min - Atualizada em 14/09/2019 às 06h33min

Marcos Rogério e Léo Moraes na disputa do governo de Rondônia

O jovem advogado Fabrício Jurado, ex-presidente do partido Novo, ingressou ontem no DEM. A filiação foi bem disputada por se tratar de uma pessoa conhecida pela seriedade e pelo idealismo. Mesmo sendo a vedete da noite de filiação, o donatário da legenda, senador Marcos Rogério, quis ofuscar o evento com um discurso cansativo e chato. Aliás, o senador vem se notabilizando mais pelo ego superlativo do que pelos méritos senatoriais, segundo observadores políticos.
 
A postura assumida pelo senador dos Democratas de Rondônia, Marcos Rogério, é de candidato a governador, embora o pleito esteja bem distante e muita água ainda rolará por debaixo dessa ponte. A continuar com a empáfia, o executivo estadual passará bem longe do senador. O que não é uma má notícia.

Léo Moraes

Quem também pode vir a disputar o Governo de Rondônia é o deputado federal Léo Moraes (PODEMOS), apesar de nunca ter assumido tal postura. É uma pessoa de fino trato e tem talento para alçar vôos maiores, desde que evite a aventura de passar pelo paço municipal da capital, local que tem dado dores de cabeça a quem se aventura a administrar.  Na hipótese de candidatura a prefeito, Léo começa bem na frente dos que hoje almejam o mesmo posto e sabe que o atual alcaide não é páreo para ser subestimado, já que as obras começam a emergir e a tulha da municipalidade anda transbordando abundância. No critério simpatia o deputado é imbatível e é um dos critérios que o eleitor sempre leva em conta ao decidir o voto. (Robson Oliveira)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »