18/09/2019 às 01h07min - Atualizada em 18/09/2019 às 01h07min

Ceron agora é Energisa Rondônia

Desde a segunda-feira (16), a Ceron passou a se chamar Energisa Rondônia, um passo no processo de consolidação da aquisição feita pelo Grupo Energisa em agosto de 2018. Desde que a Energisa assumiu a concessão já foram investidos mais de R$ 221 milhões para melhorar a qualidade da energia entregue à população, ampliar o acesso ao serviço e aproximar a empresa dos clientes.

 

Presente em todas as regiões do país, a Energisa tem 114 anos de experiência no setor - “Rondônia tem um forte potencial de crescimento, e queremos contribuir provendo uma energia de qualidade para que o estado possa se desenvolver. Já começamos a investir em tecnologia e infraestrutura para melhorar a distribuição de energia no estado, trouxemos nossa expertise desenvolvida em todos esses anos para cá, para promover o bem-estar das pessoas e o desenvolvimento regional”, destaca o diretor-presidente da Energisa Rondônia, André Theobald.

Em 2019, a Energisa Rondônia está concluindo a construção de três subestações (Presidente Médici, São Miguel do Guaporé e Alvorada do Oeste), que ampliarão a capacidade de fornecimento de energia para os municípios do chamado Eixo da BR-429 e interligarão a região de Alvorada do Oeste ao Sistema Interligado Nacional (SIN), eliminando a dependência das térmicas. Até agora mais de 770 km de linhas em todo o estado passaram por manutenção. Cerca de 850 empregos foram gerados somente nessas obras, que também devem garantir a continuidade do serviço. Além disso, estamos investindo na reforma das agências de atendimento e na implantação do novo site, que será disponibilizado em breve.

No programa Luz para Todos, 1,3 mil clientes foram conectados à rede e passaram a ter acesso à energia elétrica. Já no escopo da Tarifa Social, mais de 66 mil clientes de baixa renda foram cadastrados e agora recebem desconto de até 65% na tarifa de energia.

No primeiro semestre deste ano, a companhia realizou mais de 46 mil inspeções para combater o furto de energia, encontrando mais de 12 mil irregularidades.

A qualificação profissional também foi contemplada com o projeto Escola de Energia, no qual a companhia está investindo mais de R$ 2 milhões na capacitação de quase 300 profissionais, em parceria com o Senai e o Exército.

Os projetos de Eficiência Energética, por sua vez, incluem 16 cidades, que receberão R$ 23 milhões em investimentos, contemplando iniciativas como a substituição de lâmpadas ineficientes por equipamentos de LED, mais econômicas e que vão gerar uma economia aos cofres públicos. A empresa ainda renovou as frotas, remodelou as agências e patrocinou eventos importantes do estado, como o Arraial Flor do Maracujá, o Rondônia Rural Show e o Amazônia+21.

Sobre a Energisa

Com 114 anos de história, o Grupo Energisa é o 5º maior em distribuição de energia elétrica. Uma das mais antigas empresas de capital aberto do Brasil a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. O Grupo atende a 7,7 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de quase 20 milhões de pessoas) em 862 municípios em todas as regiões do Brasil. Com receita líquida anual de R$ 15,8 bilhões (ano 2018), o grupo gera aproximadamente 14 mil empregos somente para colaboradores próprios.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e energias renováveis (Alsol). (Assessoria)

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »