20/09/2019 às 05h30min - Atualizada em 20/09/2019 às 05h30min

Matador de professora é condenado a 35 de cadeia

Ueliton Aparecido da Silva foi condenado na noite desta quinta-feira, 19, pelo Tribunal do Júri em Porto Velho e sentenciado a 35 anos e 6 meses de reclusão por ter matado sua ex-mulher, a professora universitária Joselita Félix da Silva, e, por tentar matar a facadas o pai da vítima, Francisco Felix da Silva, no dia 17 de março, em Candeias do Jamari. Ele foi julgado no segundo tribunal do júri, negou as agressões, mas os jurados não acreditaram.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »