25/09/2019 às 19h05min - Atualizada em 25/09/2019 às 19h05min

Antes de ser morta, jovem posta foto do assassino nas redes sociais

G1

A universitária Mariana Bazza, de 19 anos, que desapareceu após sair de uma academia, em Bariri (SP), e receber ajuda de um desconhecido para trocar o pneu do carro, mandou uma foto do suspeito para o namorado e familiares antes de ser morta.

Segundo as investigações, a foto foi enviada em um dos últimos contatos da vítima com o namorado, quando ela contou que o pneu tinha furado e o rapaz estava ajudando.

A imagem ajudou a polícia a identificar o suspeito Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos, que foi preso horas depois, na noite de terça-feira (24), em Itápolis.

De acordo com a polícia, o homem indicou onde havia deixado o corpo da jovem. Ele negou ter matado a universitária e afirmou que houve a participação de uma segunda pessoa no crime. No entanto, a polícia considera essa versão fantasiosa.

Os policiais foram até o local e encontraram a vítima morta na manhã desta quarta-feira (25) em área de canavial, na zona rural de Ibitinga, próximo de uma rodovia. O corpo foi achado de bruços com as mãos amarradas para trás e um tecido no pescoço.

Aparentemente não havia sinais de crime sexual, mas segundo a polícia, somente a perícia vai apontar o que aconteceu, inclusive a causa da morte. A perícia esteve no local e o corpo foi encaminhado para o IML de Araraquara.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »