26/09/2019 às 15h50min - Atualizada em 26/09/2019 às 15h50min

Jaqueline Cassol comemora aprovação de proposta para Revalida duas vezes ao ano

O relatório da MP 890 passou por unanimidade da comissão mista do Congresso e segue para votação dos deputados

Assessoria
A comissão mista do Congresso Nacional, que analisa a medida provisória da criação do programa Médicos pelo Brasil (MP 890/2019), aprovou, nesta quarta-feira (25), o relatório com emendas que beneficiam os médicos brasileiros formados no exterior. A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) celebrou a aprovação, em especial a medida que determina  aplicação do Revalida duas vezes por ano e a continuidade do programa Mais Médicos.

A sugestão de aumentar a periodicidade do Revalida foi apresentada pela deputada durante audiência pública na comissão mista para discutir a MP 890. Outros parlamentares também endossaram a proposta. Na ocasião, Jaqueline Cassol citou o exemplo da frequência na realização da prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). ASSISTA AQUI 

VEJA TAMBÉM Deputada Federal Jaqueline Cassol defende aplicação do Revalida ainda em 2019

“Estou imensamente satisfeita em ver que tudo o que pleiteamos nós conseguimos. Estamos unidos nesta causa, que não é somente dos médicos formados no exterior e suas famílias, mas de todos os brasileiros que anseiam por mais saúde nas comunidades”, ressaltou a parlamentar.

Pelo relatório, a realização do Revalida duas vezes ao ano terá a segunda etapa realizada em universidades públicas e privadas. O nível da prova será de graduação e a aprovação na primeira etapa terá validade pelos três certames seguintes.

Outro ponto importante contemplado pelo relatório aprovado hoje é a continuação do programa Mais Médicos, juntamente com o recém-criado Médicos pelo Brasil, defendida pela deputada. Para Jaqueline Cassol, “a manutenção do programa é uma excelente oportunidade para os médicos brasileiros formados no exterior atuar enquanto não é aplicada a prova do Revalida. Essa é uma luta que nós também abraçamos”, esclareceu.

O texto do Projeto de Lei de Conversão segue agora para apreciação do Plenário da Câmara dos Deputados. A deputada federal Jaqueline Cassol, que integra a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Médicos Brasileiros Formados no Exterior e da Revalidação (FMBR), vai continuar atuando firme para a aprovação da matéria, juntamente com os demais parlamentares que defendem a causa. “Vencemos uma parte e vamos firmes para que passe também no plenário”, finalizou a deputada.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »