04/10/2019 às 07h59min - Atualizada em 04/10/2019 às 07h59min

Vôo alto: Após investir R$ 20 mil, idoso se muda para dentro de casa-avião em RO

G1

Dois anos depois de iniciar a construção de uma casa-avião no quintal de casa, Geraldo Araújo, 65 anos, realizou o o sonho tão esperado: se mudar, enfim, para dentro do imóvel em formato de aeronave em Porto Velho. A obra teve um investimento de R$ 20 mil.

A casa-avião está localizada em uma chácara na Estrada da Areia Branca, zona rural, e ficou conhecida em 2017 após fotos vazarem na internet. Desde então, centenas de turistas visitaram o local e Geraldo se tornou uma personalidade pública da capital rondoniense.

O aposentado explicou o motivo que o levou a tomar a decisão de deixar a casa na cidade e se mudar, junto com a esposa, para dentro da casa-avião.

"Muitas pessoas visitam casa-avião, mas como eu não morava aqui eles entravam em contato comigo, pois queriam ver a casa por dentro. Foi tanta gente me ligando, de dia e à noite, que decidi vir para cá de vez", afirma.
 

Para a esposa de Geraldo, Izabel Araújo, acompanhar o marido na realização do sonho não é um sacrifício. Ela afirma que gosta da aventura em morar dentro da casa semelhante a um avião .

"A gente sonha junto. Em todos os projetos dele eu sempre apoiei, não seria diferente agora. Mesmo com muita gente entrado na minha casa dia e noite, somos felizes. A gente já até se acostumou. Tem gente de todo lugar do Brasil. Eles vêm, entram aqui, tiram fotos e vão embora felizes", explica entusiasmada.
 

Ajustes na casa-avião

 

O investimento na casa-avião ao longo de dois anos, segundo Geraldo, foi de cerca de R$ 20 mil. Mas ele destaca que alguns ajustes ainda serão necessários.

"Vou fazer algumas modificações, pois quando fiz a casa não tinha o conhecimento que o modelo seria um Airbus. A princípio eu ia fazer Boeing, mas depois eu vi que era um Airbus. Quem entende tudo de avião sabe que tem um problema ao chegar aqui, pois o Airbus não tem manche. Mas agora vou colocar o side-stick", conta Geraldo.

Morando na casa-avião, Geraldo começou a colocar em prática outro projeto: um simulador real de voo. A estrutura está sendo montada no fundo da propriedade.
 

Ele lembra que a ideia de colocar o simulador de voo na casa-avião veio depois dele visitar um simulador real de voo, junto com a equipe do Fantástico, há cerca de dois anos.

"Quando estive em Campinas (SP), levado pelo Fantástico, fiquei olhando para o simulador e resolvi com muito trabalho fazer o meu. Comecei investir nisso. Voltei para casa e comecei a entrar em contato com as pessoas e eles me colocaram nos grupos deles de aviação. Lá tive acesso a uma informação e aí instalei um programa, onde comecei a projetar o meu painel", relembra.

Todo o custo da casa-avião é feito por Geraldo, que é técnico em eletrônica.
 

Ele lembra que a ideia de colocar o simulador de voo na casa-avião veio depois dele visitar um simulador real de voo, junto com a equipe do Fantástico, há cerca de dois anos.

"Quando estive em Campinas (SP), levado pelo Fantástico, fiquei olhando para o simulador e resolvi com muito trabalho fazer o meu. Comecei investir nisso. Voltei para casa e comecei a entrar em contato com as pessoas e eles me colocaram nos grupos deles de aviação. Lá tive acesso a uma informação e aí instalei um programa, onde comecei a projetar o meu painel", relembra.

Todo o custo da casa-avião é feito por Geraldo, que é técnico em eletrônica.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »