13/11/2019 às 12h53min - Atualizada em 13/11/2019 às 12h53min

Urgente: Polícia prende conhecido empresário que morou em Cerejeiras e desmantela quadrilha de traficantes

Midiarondonia.com.br
Após intenso trabalho de investigação do serviço reservado da Polícia Militar, uma quadrilha de traficava entorpecentes da Bolívia para o Brasil, usando como rota as cidades de Pimenteiras do Oeste, Cerejeiras, Colorado e Vilhena, foi presa ontem, na Linha 08, com a 2ª Eixo, no município de Colorado do Oeste.

Segundo a polícia, a droga, num segundo momento, era enviada para estados como Goiás, Mato Grosso, entre outros onde, segundo os policiais, seriam comercializadas. 
 
O bando, composto por um empresário muito conhecido e que já morou em Cerejeiras, identificado pelas iniciais J. J. N., de 37 anos, além de seu comparsa também de Cerejeiras S. D. F., de 39 anos, já vinha sendo monitorado pelos militares.


Para realizar a prisão, os investigadores seguiram os passos dos acusados, começando na cidade de Pimenteiras, onde o bando esteve reunido com um conhecido traficante boliviano. 

Após desceram o rio Guaporé com materiais de pesca, que mais tarde foram econtrados no carro do bando, os “empresários do crime” se encontraram para negociar a droga em uma conhecida pousada naquele município.

De posse da mercadoria, a dupla seguiu para Cerejeiras em um Fiat Strada, de placas NCJ 4425, para Cerejeiras.
 
Como os policiais sabiam o “modus operandi” dos acusados e suas rotas, continuaram na cola deles.

Com apoio de outros militares, montaram uma operação bloqueio na Linha 08, com a 2ª Eixo, no município de Colorado, local onde foi dado o flagrante.
 
Ao perceberem que estavam sendo seguidos, os acusados entraram em pânico e ainda tentaram fugir ao cerco policial.

Desesperado com a presença da polícia, S., assim que parou o veículo, abriu a porta do veículo e saiu correndo em direção ao mato com um embrulho nas mãos. 

Não deu certo. Logo foi localizado e preso com 4 pacotes de pasta base de cocaína, segundo informa o boletim de ocorrência.

Enquanto isso, os policiais abordaram J. J. N., fazendo uma revista minuciosa no veículo. Irritado e se mostrando agressivo, ele teria empurrado um policial e, segundo o Boletim de Ocorrência, tentou ainda destruir seu celular.

Aparelho que passará por uma detalhada perícia e, possivelmente, revelará mais detalhes das ações e envolvidos na quadrilha que vinha agindo a partir do Cone Sul, tendo como corredor a famosa rota internacional Brasil/Bolívia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »