18/11/2019 às 09h14min - Atualizada em 18/11/2019 às 09h14min

Sem eleições para diretores, escolas podem se transformar em redutos eleitorais


 
Após a Assembleia Legislativa aprovar por unanimidade o Projeto de Lei nº 338/19, de autoria do presidente da Casa de Leis, deputado Laerte Gomes (PSDB), revogando todas as leis que determinam a eleição de diretores de escolas em Rondônia, o critério que pode entrar em vigor a partir de agora será o político.

Com a medida, os gestores ficariam à mercê da indicação política para exercerem suas funções técnicas, segundo informa uma fonte sindical a este MIDIARONDONIA.  

Com isso, as eleições que seriam realizadas em dezembro deste ano estão suspensas, devendo, segundo a fonte, acontecer de forma gradual e seletiva, respeitando o critério da indicação política em cada região.

Sem a eleição, segundo a fonte, as escolas devem se transformar em currais eleitorais em 2020, atendendo interesses de vereadores ligados a deputados estaduais, federais, prefeitos e senadores. O Sindicato dos Professores em Rondônia (Sinprof) vai recorrer da decisão. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »