18/11/2019 às 09h58min - Atualizada em 18/11/2019 às 09h58min

Acusado de usar "laranjas", deputado pode perder o mandato

 O mandato do deputado estadual Anderson do SINGEPERON (PROS), corre o risco de ser cassado, pois uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) proposta pelo Ministério Público Eleitoral de Rondônia, onde as coligações (PROS/PHS) são acusadas de usar “candidatas laranja” nas eleições de 2018, já ouviram candidatas e agora o processo está na fase de alegações finais.

A investigação eleitoral comprovou que as “candidatas  laranjas” Andreia de Souza, Dirce Aparecida da Silva, Francisca Gomes Martins, Maria da Penha de Souza, Maria Madalena Orlando dos Santos e Solange Ramos dos Santos foram cooptadas pelo dirigente partidário Samir Damião Almeida Albuquerque.

Todas as “candidatas laranja” alegam que foram enganadas e teve um caso de uma candidata que não tem o mínimo conhecimento do papel do um deputado estadual, chegando a falar no depoimento que caso fosse eleita, seu local de trabalho seria na Camara de vereadores.

Nos depoimentos à Justiça Eleitoral uma candidata disse que teve apenas um voto e confirmou que este voto era o seu, em outro caso um das candidatas investigadas como “laranjas”, obteve zero votos, os depoimentos na sua maioria mostram candidatas que nem das convenções partidárias participaram.

O MPE/RO alega que a coligação (PROS/PRP), obteve apenas 12,5% da cota feminina prevista em lei, que diz que o percentual mínimo é 30% e o máximo 70%.

O pedido do MPE/RO caso seja julgado procedente vai cassar o diploma do deputado estadual Anderson dos SINGEPERON (PROS) e dos outros 27 suplentes da coligação “Rondônia no Caminho do Progresso”, formada pelos partidos PROS/PHS.

A Ação está em fase de alegações finais e a data do julgamento deve ser marcado para o começo de 2020.   

Andréia Souza obteve 08 votos.

Joelma Do Marcos Freire obteve 39 votos

Dirce Obteve 30 votos

Maria da Penha obteve 02 votos

Maria Madalena  obteve 45 votos

Solange Ramos obteve 0,0 votos
Fonte:Observador.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »