21/11/2019 às 10h22min - Atualizada em 21/11/2019 às 10h22min

Aos 20 anos,estudante rondoniense morre na Bolívia; família pede ajuda

Com informações do G1

Familiares da jovem Natacha Vitória Gomes da Silva, de 20 anos, rondoniense que estava no 6º período de medicina na Bolívia e morreu nesta semana, pedem ajuda para conseguir o dinheiro do traslado do corpo a Ariquemes (RO), no Vale do Jamari.

Natacha foi diagnosticada com trombose em uma região do cérebro e teve morte cerebral. A família pede doações pelas redes sociais para trazer o corpo de volta ao Brasil e quitar as despesas do hospital em Cochabamba, onde a jovem seguia internada em estado grave.

"Faleceu na Bolívia devido a uma trombose cerebral, estudante de medicina, família simples e tradicional aqui de Ariquemes, pessoas boas que perderam uma filha e nesse momento precisam muito de nós, de nosso apoio e de nossa ajuda", disse um usuário no Facebook.

 

Segundo a tia paterna da jovem, Marta da Silva, Natacha foi ao médico na semana passada devido a fortes dores na cabeça. A menina ainda passou por cirurgia e estava em observação médica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

"Toda a parte paterna da família da Natacha, que é a minha, tem problema com trombose. Ela nunca tinha sentido nada. Na quinta-feira passada ela começou a passar mal e na segunda (18) foi declarada a morte cerebral dela. Ontem (terça-feira) foram desligados os aparelhos", explicou.

Marta contou que a família da estudante é humilde e que foi preciso vender o único carro que usa para pagar os custos. Nessa venda, os parentes conseguiram R$ 30 mil.

Do dia 14 de novembro (dia que Natacha deu entrada no hospital) até a última segunda-feira (18), por exemplo, as despesas eram de quase R$ 75 mil. "Não tem como sabermos no momento o total arrecadado, mas acredito que chegamos já em R$ 70 mil, pois anunciamos na terça-feira. Esse valor já deve ser maior e pode ajudar a quitar o hospital. Mas ainda falta o trâmite do traslado", reforçou.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »