20/02/2018 às 09h06min - Atualizada em 20/02/2018 às 09h06min

Confúcio começa a colher o que plantou

Embora o governo de Confúcio Moura (MDB) ainda mantenha um percentual razoável de aprovação, não significa que esta aprovação seja suficiente para comemorar antecipadamente uma eventual eleição ao Senado. O anúncio de greve e a enorme insatisfação dos servidores públicos podem mudar totalmente o atual quadro político rondoniense. A imagem de Confúcio já está arranhada com a deflagração da greve na educação. Filme repetido   Exemplo claro são as eleições de oito anos atrás quando Ivo Cassol (PP), no mesmo período para desincompatibilizar no governo, propagava que venceria as eleições e ainda elegeria de lambuja o segundo senador. Venceu, mas levou uma sova de Valdir Raupp (MDB) que se reelegeu sendo o mais votado naquela eleição. Portanto, aos que propagam que uma vaga senatorial está no papo de Confúcio Moura, sugiro cautela e caldo de galinha... Daniel na cova dos... Partiu do vice-governador Daniel Pereira (PSB) a ideia do anúncio da pré-candidatura ao Senado de Jesualdo Pires, prefeito de Ji-Paraná. O vice vira titular do governo em abril – Confúcio renuncia para disputar o Senado – e prepara para viabilizar a própria reeleição com a dobradinha Confúcio-Jesualdo. Esta dobradinha é boa para os dois porque terão ao seu favor a máquina estadual com as facilidades que todos conhecem. Os emedebistas não estão nada contentes com as movimentações de Daniel Pereira nos bastidores. Um incômodo que tende a virar dor de cabeça quando Pereira assumir a faixa de governador. Quem viver virá... Midiarondonia.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »