29/11/2019 às 05h41min - Atualizada em 29/11/2019 às 05h41min

Presidente do Sindicato dos Professores acusa Estado de recuar e não cumprir Tabela Salarial

Em relação a audiência realizada ontem, dia 28, o Estado de Rondônia não apresentou nenhuma proposta de acordo, pois eles entendem que a Tabela Salarial adotada está correta, segundo informa o presidente do Sindicato dos Professores do Estado de Rondônia (SINPROF), professor Joelson Chaves de Queiroz. 

Ele explicou que, à medida em que o juíz ia tomando conhecimento das irregularidades apontadas pelo SINPROF, o representante do Estado recuou e não soube explicar os motivos pelo qual a tabela salarial não respeita o intervalo de 2% entre as referências, bem como não soube explicar a razão da perda salarial dos Professores Classe C, em relação aos Professores Classe A e B. 

Foram apresentados contracheques e fichas financeiras dos professores ao juiz, que designou uma nova audiência para a oitiva do contador da SEDUC, visando entender quais os cálculos e fundamentos legais utilizados pelo Estado de Rondônia para confecção da Tabela Salarial dos Professores. 
A próxima audiência será realizada em 04/02/2020.

O presidente revelou que, entre outras coisas, o resultado da primeira audiência foi muito positivo, pois o SINPROF conseguiu esclarecer todas as dúvidas do juízo sobre o objeto discutido na ação, demonstrando com casos concretos que a Tabela Salarial inicialmente publicada corresponde com os termos da legislação vigente.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »