03/01/2020 às 18h04min - Atualizada em 03/01/2020 às 18h04min

Câmera mostra que Rondoniense Carlos Ghosn saiu de casa sozinho no Japão ao fugir para o Líbano

Carlos Ghosn é acusado de fraude fiscal no Japão

As gravações de uma câmera de segurança instalada na entrada da casa do brasileiro Carlos Ghosn em Tóquio, no Japão, mostram que ele saiu do imóvel andando e desacompanhado.
 
A informação foi divulgada nesta sexta-feira (3) pela emissora pública japonesa NHK, que cita fontes próximas às investigações. A câmera filmou o ex-presidente da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi saindo de casa ao meio-dia de 29 de dezembro, sozinho.
 
A polícia do Japão suspeita que Ghosn teria se encontrado logo em seguida com outra pessoa para pegar um avião. A notícia desmente os rumores divulgados pela imprensa libanesa de que o executivo franco-brasileiro havia fugido escondido em uma mala para instrumentos musicais.
 
Acusado de fraude fiscal no Japão, Ghosn estava em liberdade condicional e fugiu para o Líbano, país onde também tem cidadania, alegando ser vítima de um "complô" e de uma "perseguição política". Segundo o executivo, ele organizou sua fuga sozinho.
 
Carlos Ghosn é brasileiro, nascido no município de Guajará-Mirim em Rondônia e possui tripla nacionalidade; Brasileira, Francesa e Libanesa, ele é alvo de um mandado de prisão da Interpol e teria chegado ao Líbano com uma conexão na Turquia. Com informações da agência de notícias ANSA.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »