05/03/2020 às 15h47min - Atualizada em 05/03/2020 às 15h47min

Rondônia tem 4 mortes por meningite entre janeiro e fevereiro e acende alerta

O estado de Rondônia registrou quatro mortes por meningite entre janeiro e fevereiro de 2020, de acordo com dados divulgados nesta semana pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa).

Os óbitos deste ano já são preocupantes ao estado, pois corresponde praticamente a metade do que foi registrado em 2019, quando nove pacientes morreram com meningite em 12 meses.

Nos dois primeiros meses de 2020, segundo a Agevisa, a cidade de Cacoal (RO) registrou cinco casos de meningite, dos quais três resultaram em mortes. A quarta morte aconteceu em Ji-Paraná (RO). Um sexto caso foi registrado, mas o paciente sobreviveu.

Em termos proporcionais, "os números de casos registrados nesses dois primeiros meses são semelhantes aos registros de 2019. O que está diferente é quanto à letalidade", informou a Agevisa.

 

Meningite em 2019

 

Em 2019, dos 48 casos totais, 30 infectados foram confirmados com meningite só em Porto Velho. Na sequência do ranking ficou Cacoal (10), Ji-Paraná (3), Vilhena (2), e Machadinho, Ouro Preto do Oeste e Cerejeiras, cada um com o registro de um caso da doença no período. Durante o ano foram nove óbitos em Rondônia.

 

O que é a meningite?

 

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Essa inflamação pode ser causada por micro-organismos (vírus e bactérias), alergias a medicamentos e outros agentes.

 

A meningite é considerada uma doença endêmica e casos são registrados ao longo de todo o ano. Os mais preocupantes são os de meningite bacteriana por costumarem ser mais graves. Segundo informações do Ministério da Saúde, a meningite pode atingir todas as faixas etárias, mas o maior risco é para crianças menores de cinco anos, em especial as menores de um. (G1)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »