06/07/2020 às 08h25min - Atualizada em 06/07/2020 às 08h25min

Escola monta grupo 'Mães Líderes de Turma' para estreitar os laços com as famílias e alunos

Com o intuito de aproximar professores, coordenadores, pais e alunos, a diretora do Centro Educacional de Período Integram (Cepi) Dom Veloso, em Itumbiara, no sul de Goiás, decidiu criar um grupo nas redes sociais para estreitar os laços com as famílias e garantir apoio aos alunos. Lauricéa Aquino Ramos Vilela, de 50 anos, percebeu, durante a pandemia, que os estudantes precisavam de um acompanhamento ainda mais “reforçado”.

“A partir daí, começamos a criar, todas as semanas, atividades diferentes para eles mostrarem que estão acompanhando as tarefas escolares, comprovarem a frequência nas aulas à distância, além de dar um dinamismo para ver se eles continuam no grupo e não se afastam dos estudos”, conta a diretora.

Lauricéa criou o Mães Líderes de Turma, que conta com o apoio de mães dos alunos para manter uma proximidade ainda maior entre escola e estudantes. O grupo já existia antes da pandemia, mas passou a ser um ponto de apoio fundamental desde que as aulas presenciais foram suspensas em Goiás, em março deste ano.

Uma das mães líderes é a funcionária pública Marlene Enedino da Silva, de 39 anos, que tem dois filhos no Cepi Dom Veloso. Ela conta que o grupo permite que os pais tenham conhecimento de tudo que é passado para os filhos, facilitando o acompanhamento dos estudos.
 

Para a diretora Lauricéa, a troca com os pais é um fator essencial para ter conhecimento sobre as necessidades de cada aluno. Ela conta que o grupo começou como algo pequeno e, atualmente, é a principal ferramenta de comunicação.

 

“Foi expandindo, crescendo, foram surgindo novas ideias. Estamos abraçando a causa, tentando nos reinventar a cada dia”, afirma a diretora.

 

O grupo também conta com a participação pais, professores e estudantes. A aluna Nicolly Maria, de 16 anos, é uma líder de turma e ajuda os colegas por meio do grupo.

 

“Normalmente, eu repasso os recados no grupo da escola, faço lembretes de algum trabalho ou prova que aconteceria na semana para que os alunos estejam estudando para se saírem bem”, conta.

 

Para Nicolly, a pandemia aproximou, mesmo à distância, os colegas de escola.

“Com as aulas virtuais, acho que ficamos mais próximos porque estamos sempre conversando uns com os outros sobre dúvidas, queixas e sugestões durante esse período”, explica. (G1)

Diretoria Lauricéa mantém grupo com mães líderes no Whatsapp, em Itumbiara, Goiás — Foto: Lauricéa Vilela/Arquivo pessoal

Diretoria Lauricéa mantém grupo com mães líderes no Whatsapp, em Itumbiara, Goiás — Foto: Lauricéa Vilela/Arquivo pessoal


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »