14/07/2020 às 10h08min - Atualizada em 14/07/2020 às 10h08min

Cerejeiras: prefeita volta atrás e revoga lei que suspendia gratificações dos servidores


Após pressão do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintero) e do representante da classe na Câmara Municipal, vereador Valdecir Sapata, a prefeita de Cerejeiras, Lisete Math, voltou atrás e revogou a Lei Municipal 2.945/2020, que suspendia as gratificações dos funcionários da rede municipal de ensino.

Em sessão extraordinária, a matéria foi votada e aprovada ontem (13), garantindo o retorno do direito aos trabalhadores. Em documento protocolado na Casa de Leis, o vereador tinha denunciado a manobra da prefeita em suspender o pagamento das gratificações, alegando se tratar de direitos previsto no Plano de Cargo, Carreira e Salários dos Servidores.

Na indicação 025, o parlamentar cobrou, à época, explicações e uma fundamentação legal para a retirada das gratificações dos educadores. “Esse benefício é um direito líquido e certo e não pode ser suspenso por um ato unilateral da gestora”, justificou Sapata.

O caso ganhou ampla repercussão nas redes sociais e indignou os servidores do município. A representante do Sintero no Cone Sul, professora Osnier Machado, deu apoio à causa, inclusive veiculando por meio do sindicato uma nota de repúdio à retirada dos diretos dos profissionais. “Em tempos de retiradas de direitos, essa foi uma importante vitória dos trabalhadores. Estamos atento à defesa da classe e continuaremos na luta pela valorização dos servidores de Rondônia”, disse a dirigente ao comentar a revogação da lei

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »