14/07/2020 às 14h12min - Atualizada em 14/07/2020 às 14h12min

Detentos do Sistema Prisional de Cerejeiras tem “Visitas Virtuais” por videoconferência

Em uma época em que o moderno e o novo são desejados e em meio a diversas tentativas de plagiar os acertos das sociedades mais desenvolvidas, não podemos ser omissos e esquecermos os fundamentos do nosso Estado Democrático de Direito em especial o principio da dignidade da pessoa humana e o direito de ser cidadão assegurados pela Constituição Federal de 1988.

O direito de punir cabe somente ao Estado, pois consiste em instrumento natural capaz de combater à criminalidade, passando a pena a ter um caráter repressivo e do Estado surge o objetivo de reeducação e ressocialização do infrator. 

Modelos de penitenciárias que recuperam boa parte de seus internos estão espalhados pelo mundo e mesmo em nosso meio existem penitenciárias que, com seus modos inovadores, recuperam e ao mesmo tempo ressocializam o detento e é esse caminho que a diretoria da Cadeia Pública de Cerejeiras procura seguir.

É evidente que, sendo bem tratado, o infrator têm mais chances de ser reeducado, como afirmava Bernard Shaw “para emendar um indivíduo é preciso melhorá-lo e não o melhoramos fazendo-lhe o mal”. 

Segundo o diretor de segurança do sistema prisional de Cerejeiras (RO), Eguinaldo Lannes da Silva, as visitas virtuais foram solicitadas pela direção da Unidade Prisional e ocorrem por meio  de Videoconferência, por meio do  projeto “Alô Meu Mundo”, conforme  projeto nº 001/2020 que tem o conhecimento e autorização da Vara Da Execução Penal e são monitoradas pelos policiais penais.

“Assim sendo, estamos dando alguns passos no tocante a ressocialização dos presos desta Unidade Prisional, tais como mantendo eles em contato com seus familiares por meio de vídeo-chamadas, mantemos convênio com a prefeitura de Cerejeiras onde temos dezesseis (16) presos trabalhando atualmente, e alguns internos trabalhando intramuros no cultivo de hortaliças para consumo deles e dos policiais penais. Temos também preso que possui conhecimento técnico para fazer manutenção de ar condicionado sendo que este está trabalhando no pátio realizando a limpeza dos aparelhos da Unidade Prisional havendo a possibilidade deste trabalho se estender assim como alguns outros. Contamos com a colaboração de todos os familiares e amigos nesta empreitada tão sublime, a ressocialização, para que o preso possa ser reintegrado a sociedade com a mais dignidade.” Esclareceu Eguinaldo.

Os recursos para aquisição dos equipamentos eletrônicos usados para as visitas virtuais, assim como os materiais para manutenção dos aparelhos de ar condicionado do Sistema Prisional, foram disponibilizados pelo Conselho da Comunidade na Execução Penal do municipio de Cerejeiras.

(Matéria alterada as 20:45h para acréscimo de informações).

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »