02/09/2020 às 10h17min - Atualizada em 02/09/2020 às 10h17min

Preso "Neguinho Nóia", acusado de matar e colocar fogo em corpo de fazendeiro

Ontem, dia 1º, a Polícia Militar de Vale do Anari (RO), prendeu um homem suspeito de ter cometido um assassinato, com requintes de crueldade, na região de Mirante da Serra (RO).

Conforme a Polícia Militar de Mirante da Serra, um suspeito identificado como “Neguinho Nóia”, teria assassinado um fazendeiro identificado como Flaim Juvercin, de 42 anos, no Assentamento Padre Ezequiel Ramim e depois colocado fogo no corpo da vítima.

Neguinho nóia estaria ameaçando a vítima há dias, conforme testemunhas disseram à polícia civil. Os investigadores apuraram, que assim que cometeu o crime de forma brutal, neguinho nóia fugiu em direção ao município de Colniza (MT). Segundo a polícia militar, o acusado pretendia chegar ao distrito de Guatá, próximo de Machadinho do Oeste.

No final de semana, o suspeito teria escapado de um cerco policial e se embrenhado no mato. Desde então, havia muitas informações de que um homem magro, alto e moreno, estaria vagando na RO-133, no sentido Machadinho e toda vez que avistava veículos, se escondia na vegetação as margens da estrada.

De posse de algumas informações, policiais militares de Vale do Anari, se deslocaram pela vicinal num veículo descaracterizado e na altura do km-12, próximo do distrito de Alto Alegre, foi preso pelos policiais à paisana, segundo informa o site Jaruonline.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »