22/06/2018 às 17h51min - Atualizada em 22/06/2018 às 17h51min

Sem Cassol, Expedito é a bola da vez

Um pacto de um chapão suprapartidário para a disputa eleitoral em Rondônia foi firmado na noite de quinta-feira, 21, entre os grupos liderados pelo ex-senador Expedito Junior e o atual senador Ivo Cassol. Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), determinando o imediato cumprimento da pena de Cassol, o parlamentar jogou a toalha e não mais concorre ao Governo como vinha alardeando na mídia nos últimos dias. Ficou definido que PSDB, PSD, PP, PR, PRB, DEM e SD se unem para lançar nomes a Câmara Federal, ao Senado (Marcos Rogério-DEM e Edézio Fernandes-PRB) e a nominata de estadual será discutida caso a caso em 3 encontros na Capital e interior do Estado. O primeiro deve acontecer dia 14 de julho em Porto Velho. Nesses encontros, o nome do candidato a governador do chapão e do vice também serão definidos. Há grande chance do ex-senador Expedito Junior ser indicado pelas lideranças e o atual deputado federal Luiz Cláudio (PR) ser o vice, escolha do senador Cassol. À imprensa, Expedito Junior ainda nega as pretensões ao Governo, pois diz preferir ouvir todos os envolvidos no cenário e também os pré-candidatos postos, a exemplo do deputado Maurão de Carvalho (PMDB) e Acir Gurgacz (PDT). Mas como as vagas de senadores já estão ocupadas por Marcos Rogério e Edézio Fernandes, dificilmente Expedito deixa de concorrer a um cargo político nestas eleições. Para Federal, os nomes de ponta do chapão são Mariana Carvalho (PSDB), Expedito Netto (PSD), Luiz Cláudio (PR), Jaqueline Cassol (PP) e Tiziu Jidalias (SD). Há conversações ainda com o Pros da ex-candidata Rosária Helena e o PTC do vereador Jair Montes. (Rondoniagora)
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »