16/12/2020 às 10h05min - Atualizada em 16/12/2020 às 10h05min

Polícia Civil cumpre mandados de buscas em três prefeituras por compra de testes rápidos para Covid-19

Assessoria

A Delegacia de Combate à Corrupção (Decor) de Rondônia cumpre nesta quarta-feira (16), 15 medidas cautelares de buscas e apreensões em três cidades rondonienses. Três desses mandados acontecem nas sedes das prefeituras e os demais nas residências de investigados.

 

 

A ação é resultado de investigação realizada no Inquérito Policial nº 003/2020-Decor, que teve início a partir de ação conjunta entre a Polícia Civil do Estado e o Tribunal de Contas de Rondônia, após o recebimento de denúncia de que empresas participavam de contratações diretas com municípios do interior, para fornecimento de testes rápidos para detecção da Covid-19, através de fraudes na realização das aquisições.

Segundo a Polícia, as investigações apontaram que empresários e o prefeito de Candeias do Jamari, além de servidores do Município, realizaram a compra direta – sem procedimento licitatório - de testes rápidos para Covid-19 no montante aproximado de R$ 1.000.000 em uma única compra, utilizando-se de emenda parlamentar recebida da Assembleia Legislativa do Estado.

Os investigadores da Delegacia de Combate à Corrupção materializaram elementos de informação que confirmaram a denúncia e a suposta associação dos envolvidos para facilitar a conclusão do processo administrativo e a irregular liquidação da aquisição que gerou o prejuízo de mais de R$ 1.000.000.

De acordo com relatório técnico do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia além da compra vultosa, há ainda superfaturamento em outras contratações diretas realizadas pelo município.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »