31/12/2020 às 09h35min - Atualizada em 31/12/2020 às 09h35min

Querido em Cerejeiras, músico Célio Preto era monitorado sob suspeita de ter coronavirus

Em seu boletim epidemiológico divulgado ontem (30), a Prefeitura de Cerejeiras, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsau), informa que o músico de 64 anos, José Antônio de Oliveira, conhecido carinhosamente como Célio Preto, estava sendo monitorado por recomendação médica sob suspeita de estar infectado pela Covid-19.

Segundo o documento que revela dados oficiais do coronavírus no município, informa que “01 paciente que estava internado no Hospital Municipal São Lucas desde dia 27 de dezembro de 2020, sendo monitorado como suspeita de Covid-19 a critério médico, se agravou no dia de hoje sendo entubado e transferido para o Hospital Regional de Vilhena, vindo a óbito antes do destino final”, anuncia a Semsau, confirmando o fato do músico ter supostamente contraído o virus e ter falecido antes de chegar ao seu destino de tratamento.

Para quem esteve com o músico nos últimos dias, um alerta médico importante: a pessoa deve se manter isolada, pois, pode ter tido algum tipo de contato com virus que, segundo os médicos, manifesta-se com sintoma de uma leve gripe e, após alguns dias, a pessoa pode estar infectada. 

Despedida

A morte do músico causou grande comoção social, uma vez que se tratava de uma pessoa querida na cidade. Várias mensagens de despedidas foram postadas nas redes sociais, lamentando a morte do eterno violeiro que, por muito tempo, representou a cultura raiz do município na região região do Cone Sul.
 
O boletim da Covid-19, por outro lado, também revela um número preocupante de suspeitos no município: 42 casos. Com um paciente internado na UTI de Vilhena, Cerejeiras já registrou 07 óbitos vítimas do coronavirus e segue com 321 casos ativos, de acordo com o boletim de ontem (30). 



Acesse aqui e confira o documento oficial


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »