19/02/2021 às 19h16min - Atualizada em 19/02/2021 às 19h16min

Prática delituosa de servidores do Ifro corre em segredo de justiça

A ação investiga possíveis procedimentos irregulares de servidores públicos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro). Foi decretado pela Justiça Federal que as investigações devem correr em segredo de justiça. Agentes da PF foram até o campus para cumprir várias medidas cautelares, entre elas a ordem de proibição de acesso, ou frequência dos funcionários investigados. Os servidores sofreram suspensão do exercício das funções públicas no Ifro e em qualquer outro estabelecimento de ensino. A denúncia é investigada pelo Ministério Público Federal (MPF). 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »