25/03/2021 às 07h42min - Atualizada em 25/03/2021 às 07h42min

Assessor de Bolsonaro faz símbolo neonazista em audiência do Senado

Folha de S. Paulo

Filipe Martins, assessor especial para assuntos internacionais do Governo Bolsonaro, fez um gesto considerado supremacista durante uma sessão do Senado Federal nesta quarta-feira (24). Gesto é conhecido como "White Power" (Poder Branco) e foi apontado por usuários das redes sociais e pesquisadores do assunto.

Martins aproveitou que aparecia na câmera durante fala de abertura do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), para agir. O senador Randolfe Rodrigues (Rede) se exaltou com o gesto e solicitou atuação da Polícia Legislativa.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), decidiu instaurar uma investigação para saber se o assessor especial para assuntos internacionais de Jair Bolsonaro, Filipe G. Martins, fez gestos fez gestos supremacistas durante sessão do Senado Federal em que acompanhava o chanceler Ernesto Araújo.

 

Segundo a jornalista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o presidente do Senado está exigindo a demissão imediata do assessor. "Filipe G. Martins se apresenta nas redes sociais como professor de política internacional e 'analista político', fazia o gesto que une o indicador e o polegar de forma arredondada, e que pode ser lido como 'ok', mas também como 'vai tomar no c.'", escreve Bergamo. 

Enquanto o senador Rodrigo Pacheco falava, Martins apareceu ao fundo da imagem gesticulando.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »