07/04/2021 às 08h02min - Atualizada em 07/04/2021 às 08h02min

Hospitais das Forças Armadas reservam vagas para militares e 85% de leitos ociosos sem atender civis

As Forças Armadas divulgaram, pela primeira vez na pandemia, os dados sobre ocupação de leitos para pacientes com Covid-19 nos hospitais militares, após determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). De acordo com as planilhas, as Forças bloquearam leitos à espera de militares em enfermarias e em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e que há unidades com até 85% de vagas ociosas e elas não são abertas a pacientes civis. Os hospitais militares são mantidos com dinheiro público. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »