13/07/2018 às 15h57min - Atualizada em 13/07/2018 às 16h26min

Daniel Pereira parou de ser cogitado para o governo após vir à tona a real situação do Estado

De acordo com um analista político da capital, o nome do governador Daniel Pereira (PSB) deixou de ser cogitado para disputar o governo em razão da crise que o Estado enfrenta em relação à perda na arrecadação do ICMS. O sinal vermelho da economia rondoniense acendeu após o acordo firmado entre o governo federal e os caminhoneiros durante a greve nacional no mês de maio pela redução do preço de combustíveis. Com isso, o governo de Rondônia tem buscado medidas compensatórias para que o estado permaneça com a economia equilibrada. Entre as medidas, conforme já informou o governador acompanhado do secretário de Finanças, Franco Ono, no mês de maio, está a divisão da perda de recursos no valor de R$ 120 milhões com os demais Poderes Legislativo e Judiciário, incluindo o Ministério Público (MPE), Tribunal de Contas (TCE-RO) e a Defensoria Pública (DPE-RO). “O nome do governador Daniel Pereira (PSB) também parou de ser cogitado para uma eventual disputa ao governo. Isso aconteceu após vir à tona a real situação do Estado. Dizia-se que estava tudo às mil maravilhas, mas a realidade não é essa. Para manter os salários em dia com a queda na arrecadação, Pereira foi obrigado a cortar investimentos. Há um custo político, mas dos males, o menor”, diz a nota publicada por um articulista de Porto Velho. Midiarondonia.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »