03/07/2021 às 08h21min - Atualizada em 03/07/2021 às 08h21min

Pazzuelo entrega o jogo e diz ter liberado dinheiro para o Centrão

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse a aliados que foi pressionado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e pelo ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, a distribuir dinheiro para apoiadores do Palácio do Planalto. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

A investida sobre o ministério buscava o repasse de verba que restava no Orçamento no fim de 2020. A ideia seria contemplar acordos feitos entre o governo Jair Bolsonaro e o bloco do centrão.

As  divergências ficaram mais evidentes quando Pazuello iria se despedir da pasta. Na ocasião, ele, atualmente investigado pela CPI da Covid, ligou a saída do ministério a pedidos negados pelos repasses. 
 

"Chegou no final do ano uma carreata de gente pedindo dinheiro politicamente. O que fizemos? Distribuímos todo o recurso do ministério. Foi outra porrada, porque todos queriam um pixulé no final do ano", disse o general em 24 de março.

O governo Bolsonaro chegou a fazer um orçamento secreto, de R$ 3 bilhões, para a compra de apoio parlamentar com o intuito de favorecer a gestão.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »