19/07/2018 às 19h26min - Atualizada em 19/07/2018 às 19h26min

Dr. Bumbum e mãe são presos na Barra após quatro dias foragidos

O médico Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum, e mãe dele, Maria de Fátima Furtado, foram presos na tarde desta quinta-feira (19).

Os dois estavam foragidos desde domingo (15), quando a bancária Lilian Calixto morreu após se submeter a procedimento estético na casa de Denis, uma cobertura na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

Eles foram encontrados por policiais do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) em um centro empresarial na Barra. Segundo a delegada Adriana Belém, da 16ª DP, os dois estavam no escritório de um advogado, com quem ela negociava a rendição.

Às 16h13, Denis e a mãe chegaram à 16ª DP acompanhados do advogado. Nenhum dos dois conversou com a imprensa na chegada. Pouco antes das 18h, no entanto, ele concedeu entrevista coletiva na delegacia.

"O procedimento foi correto, ele foi lícito (...) Tenho certeza de que a minha atuação como médico foi correta", explicou. "Eu me considero inocente. Aconteceu uma intercorrência com a paciente. Ela se levantou da maca por volta das 19h e veio a óbito às 2h."
Dr. Bumbum explica por que não se apresentou à polícia antes

Dr. Bumbum explica por que não se apresentou à polícia antes

Dr. Bumbum explica por que não se apresentou à polícia antes

Falou também que fugiu da abordagem policial porque achou que seria atacado e que foi alvo de tiros de fuzil.

"Fui abordado por um carro cinza e, na hora que ele me fechou, saiu um homem com um fuzil e eu saí fugido. Ele disparou, houve um disparo. Saí correndo, houve uma perseguição policial pelas ruas da Barra... Como se fosse da polícia. Hoje em dia disseram que era da polícia. Eram policiais? Achei que fosse um certo revanchismo da família, ou então bandido, assalto, sequestro (...) Deram dois tiros em mim. Não em mim, mas no carro. Eu tive que evadir", disse.

Recompensa de R$ 1 mil

Para chegar até eles, o setor de inteligência do batalhão da PM contou com informações do Disque Denúncia, que oferecia recompensa de R$ 1 mil por informações do paradeiro do médico e da mãe.

No registro do Disque Denúncia, o contato com o batalhão aconteceu às 13h12 (veja na reprodução abaixo) e cerca de duas horas depois eles foram presos. O informante receberá o prêmio nos próximos dias.

Em seu perfil em uma rede social, Dr. Bumbum postou cinco vídeos em que fala sobre que a morte da bancária é um "mistério" e se diz injustiçado.

"Boa tarde. Como todo mundo sabe, aconteceu uma fatalidade. Mas uma fatalidade que acontece com qualquer médico. Uma paciente minha, após um procedimento de bioplastia de glúteo que eu já realizei 9 mil, ela saiu do consultório muito bem, e umas 6 horas após, ela chegou ao óbito algumas horas após, com parada cardíaca. É um mistério ainda a causa da morte, mas é uma injustiça o que estão falando de mim na televisão. É uma injustiça me acusarem de não ser médico. Eu tenho CRM antigo. É uma injustiça dizerem que o procedimento não é habilitado.”

A declaração foi publicada às 16h, quando ele já estava preso, no carro, a caminho da delegacia. Na imagem, Denis veste a mesma roupa com a qual chegou na delegacia, o que indica que o vídeo foi gravado nesta quinta.

Fonte: G1


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »