08/07/2021 às 09h01min - Atualizada em 08/07/2021 às 09h01min

Cerejeiras: matadores de cigano executado no supermercado Paulista ainda não foram julgados

A justiça de Cerejeiras manteve a prisão cautelar por mais 90 dias do trio acusado de assassinar, dentro do ex-supermercado Paulista, o cigano Luciano Ribeiro Dantas, de 45 anos, crime que completa 3 anos no próximo dia 18 de setembro.

Os acusados são Emerson dos Santos Souto, Rafael Oliveira do Nascimento e Antônio Carlos Pedro (esse último evadido do sistema prisional da capital desde o ano passado). Segundo a juíza Ligiane Zigiotto Bender, os acusados devem permanecer presos porque são de alta periculosidade.

A morte de Luciano Ribeiro Dantas é tratada pela mídia local e pela Polícia Civil como apenas um capítulo sangrento de uma rixa entre famílias de ciganos que têm feito vítimas em vários estados do Brasil.

Luciano morava há pouco tempo e Cerejeiras estaria envolvido em um homicídio de um membro de outra família e, meses antes já tinha escapado de uma emboscada.

Com o trio, após a morte da vítima, a Polícia encontrou um vasto arsenal de armas de uso proibido, munições e até granadas, segundo informa o site o Observador. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »