06/09/2021 às 15h42min - Atualizada em 06/09/2021 às 15h42min

PF prende bolsonarista que diz que empresário vai “pagar pela cabeça” de Alexandre de Moraes

 A Polícia Federal cumpriu mais um mandato de prisão no inquérito que investiga a realização de atos antidemocráticos no dia 7 de setembro. O alvo foi o bolsonarista Márcio Giovani Nique, conhecido nas redes como “professor Marcinho”. A prisão é preventiva, ou seja, sem data para terminar, e foi cumprida em Santa Catarina. A informação é do jornal O Globo. 

Em uma live feita em uma rede social há poucos dias, Márcio Nique afirmou que “um empresário grande está oferecendo uma grana federal que vai sair pela cabeça [do ministro do STF] Alexandre de Moraes, vivo ou morto”. Ele também afirmou que existe um agrupamento no Brasil e em outros países que irá caçar “ministro [do STF] onde quer que eles estejam”.

O pedido de prisão foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e determinado pelo ministro Alexandre de Moares, que está à frente do caso no Supremo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »