30/07/2018 às 23h14min - Atualizada em 30/07/2018 às 23h14min

Polícia prende vereadores suspeitos de corrupção e homicídio

Três vereadores do município de Jorge Teixeira foram presos na manhã desta segunda-feira (30) pela Polícia Civil, que deflagrou a operação “Abrindo o Jogo”. Segundo a polícia, a ação está ligada a tentativa de homicídio do radialista de Jaru Hamilton Alves, ocorrida em abril deste ano, e ainda crimes contra a administração pública. No total, são cumpridos 10 mandados de prisão e cinco de busca e apreensão. Já foram presos os vereadores Neusa de Almeida Santos, Eranides Pereira de Santana e Antônio Marcos Diógenes Cavalcante, além da secretária de educação, servidores públicos e empresários do município de Governador Jorge Teixeira. Segundo a Polícia Civil, durante as investigações para apurar crimes de pistolagem e a tentativa de homicídio do radialista, foram descobertos esquemas de corrupção dentro da prefeitura e Câmara de Vereadores do município, ligados a fraude a licitação de transporte escolar. A operação é coordenada pelo delegado Cristiano Matos, da Delegacia de Homicídios de Ji-Paraná, e tem a participação de mais de 100 policiais civis das cidades de Ji-Paraná, Jaru, Cacoal, São Miguel, São Francisco, Mirante da Serra, Ouro Preto, Ministro Andreaza e Rolim de Moura. Tentativa de homicídio ao radialista Hamilton Alves, radialista de Jaru, sofreu uma tentativa de homicídio no dia 20 de abril enquanto dirigia na BR-364. Dois homens em uma moto efetuaram vários disparam contra a vítima que perdeu o controle do veículo e capotou.

Os envolvidos foram eleitos nas eleições de 2016 ao cargo de vereador do município de Governador Jorge Teixeira. Eranides foi eleita na terceira colocação com 5,40% dos votos representando o PT. Paçoca foi eleito pelo PRB com 4,34% dos votos. E Neusa foi a última vereadora eleita em décimo lugar com 3,48% dos votos válidos pelo PDT. Fonte: Rondoniagora.

Foto: Anderson Gonçalves

     
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »