07/08/2018 às 09h01min - Atualizada em 07/08/2018 às 09h01min

Jaqueline Cassol: "escolhi ser candidata porque sei que posso fazer mais pelas pessoas"

A líder progressista motivou os novos concorrentes ao pleito eleitoral deste ano. “Em um cenário de descrédito, de intolerância e aversão à política, que atravessa o Brasil, ante a crise institucionalizada, já somos vitoriosos de encarar o pleito eleitoral e apresentar nossas propostas a fim de contribuir para um município, um estado e um país melhores”, frisou. Jaqueline Cassol falou sobre o que motivou seu projeto político. “Escolhi ser candidata porque sei que posso fazer mais pelas pessoas, assim como todos que estão aqui que já contribuem de alguma forma por uma sociedade mais justa e melhor. O estado de Rondônia precisa de desenvolvimento e acredito que, com a nossa força, unidos e em parceria, alcançaremos a nossa principal missão: trabalhar pelos rondonienses”, finalizou. A coligação majoritária foi formalizada entre o Progressistas, PSB, PR, PDT, PTB, PT, PSDC, PTC e Solidariedade. Trajetória Jaqueline Cassol é advogada, casada com o jornalista Luiz Paulo Batista, e mãe de dois filhos, o Diogo Cassol e a Giovanna Cassol. Filha de pioneiros, o senador Reditário Cassol e a empresária Elga Cassol, ela chegou em Rondônia em 1977, aos 3 anos de idade. Seu primeiro emprego foi aos 18 anos como secretária de gabinete do Detran, órgão do qual mais tarde se tornou Diretora Geral, a convite do então governador e atual senador Ivo Cassol (PP). Em 2014 ela estreou na política rondoniense, concorrendo ao cargo de Governadora. Em nome dos mais de 120 mil votos conquistados naquele pleito, ela decidiu manter o propósito de concorrer novamente a um cargo eletivo, desta vez para deputada federal. Fonte: Assessoria.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »