06/04/2018 às 19h22min - Atualizada em 06/04/2018 às 19h22min

PREFEITO DE CEREJEIRAS É O NOVO PRESIDENTE DA AROM

Cerejeiras - Ontem, quinta-feira (05) Jurandir de Oliveira, ex-prefeito do município de Santa Luzia d’Oeste, agora filiado no partido Podemos, renunciou à presidência da Associação Rondoniense de Municípios (AROM) a fim de disputar uma das 24 cadeiras na ALE/RO. No lugar dele entra o atual prefeito de Cerejeiras, Airton Gomes (PP), que era vice-presidente e será o grande responsável por conduzir a gestão de Jurandir de Oliveira até o final do mandato, que se encerra em 31 de dezembro deste ano. A AROM associação rondoniense de municípios completará 25 anos no mês de julho. É inegável que a instituição se consolidou como fonte técnica segura sobre quase tudo que envolva o cotidiano dos municípios, de suas administrações, especialmente no tocante as receitas e despesas. Os municípios, infelizmente, são os entes federados que mais sofrem na busca por recursos e em relação à manutenção das gestões. Mas a realidade está mudando, principalmente por conta da atuação dos chamados municipalistas – defensores intransigentes da descentralização administrativa. Os gargalos dos municípios asfixiam o desenvolvimento das cidades e acabam encorpando, mesmo sem querer, um ciclo vicioso de dependência relacionada a programas estaduais e federais financiados por recursos arrecadados dentro da própria municipalidade – ou por emenda parlamentar. Quanto a essa dependência, a AROM atua se posicionando como guarida técnica, articulando os órgãos necessários à promoção do destravamento de quesitos burocráticos que impedem, por exemplo, que os municípios arrecadem mais. A associação crê, além disso, que os municípios precisam exercer sua autonomia e dignidade de ente federado da República, com a devida arrecadação tributária e percepção de repasses federais e estaduais justos, dentro da realidade da movimentação econômica que ocorre nas cidades. Portanto boa sorte ao novo presidente da AROM prefeito Airton Gomes que já sinalizou que não sabe se permanecerá no cargo efetivamente até 31 de dezembro. Fonte: Elizeu Evangelista
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »