16/11/2018 às 15h22min - Atualizada em 16/11/2018 às 15h22min

Pimenteiras: Prefeitura vira negócio de família e vereadores fazem vista grossa


Através do Portal da Transparência da prefeitura de Pimenteiras do Oeste: na menor e mais pobre cidade do Cone Sul, às margens do rio Guaporé, o nepotismo é escancarado e oficial.

Por meio do portal, constata-se que o atual prefeito, Vino Dondé (PDT), nomeou o próprio filho, Marcelo Dondé, para comandar a Secretaria Municipal de Saúde. Antes da canetada paterna em seu favor, Marcelo era motorista da mesma Pasta, com salário de R$ 1.123,21. Hoje, na nova função, embolsa quase o triplo: R$ 3.500,00.
Quem também se deu bem na nova gestão municipal foi o ex-agricultor Sérgio Maurício de Souza Alves, marido da vice-prefeita Valéria Garcia: ele é o atual chefe de gabinete da prefeitura, com salário igual ao dos outros secretários. Valéria era vereadora antes de se eleger vice. Nem ele, nem Marcelo têm ensino superior.
Os vereadores têm conhecimento da situação, mas ignoram o assunto: “Eles se preocupam mesmo é com diárias para viajar”, desabafou o denunciante ao jornal Folha do Sul.

PODE OU NÃO PODE?
Segundo a lei, nomear parentes em cargos políticos (é o caso de secretários) não configura ilegalidade. Agora, se os indicados não tiverem formação em suas respectivas áreas, o Ministério Público pode denunciar, por improbidade administrativa, quem assinou a nomeação.


Com informações do jornal Folha do Sul
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »