15/02/2019 às 07h29min - Atualizada em 15/02/2019 às 07h29min

Marcola ficará em cela de 12 m² e terá direito a 2 visitas por semana em presídio de Rondônia

A Justiça Federal determinou que Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, tenha direito a duas visitas semanais na Penitenciária Federal de Porto Velho. O chefe da maior facção de São Paulo chegou à capital de Rondônia na quarta-feira (13), após a descoberta de um plano de fuga de presídios paulistas envolvendo Marcola e o grupo criminoso.

Na decisão, a que o G1 teve acesso, o juiz federal da 3ª Vara, Walisson Gonçalves da Cunha, também determina que Marcola tome banho de sol apenas no solário anexado à própria cela, visto que ele deve ficar, durante 60 dias, no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

A cela do RDD onde Marcola ficará preso nestes dois primeiros meses tem cerca de 12 m², com cama, mesinha, banco e prateleiras, lavatório e vaso sanitário. Após 60 dias, o líder da facção vai pra uma cela menor, com 7 m², e o banho de sol passa a ser coletivo.

Segundo o juiz federal, as duas visitas semanais de Marcola não podem ultrapassar o prazo de duas horas. Não será permitido contato físico com o visitante, sendo a visita apenas através do parlatório na unidade. Visitas de crianças estão proibidas.

A GloboNews revelou na quarta-feira que esta é a 9ª vez de Marcola no RDD, porém é a primeira fora de São Paulo. As regras do RDD foram endurecidas ainda mais pela Portaria nº 157, publicada no mesmo dia da transferência de Marcos Camacho para Rondônia.

A penitenciária federal onde Marcola está preso fica em uma área isolada na zona rural de Porto Velho. Não há residências nas proximidades e o presídio fica a poucos quilômetros do rio Madeira. (G1)

Membros do Exército em frente ao Presídio Federal de Porto Velho.  — Foto: Pedro Bentes/G1

Membros do Exército em frente ao Presídio Federal de Porto Velho. — Foto: Pedro Bentes/G1

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »