23/09/2019 às 06h01min - Atualizada em 23/09/2019 às 06h01min

Casal é suspeito de matar criança de 2 anos

Uma criança de 2 anos de idade foi espancada até a morte. A acusação é de que o próprio pai Willian Monteiro da Silva e a madrasta Ingrid Bernardino sejam os autores do crimeO casal foi preso pela Polícia Militar (PM). O caso foi registrado em Ariquemes, na tarde de sábado (21). O crime aconteceu por volta das 12h10m, no bairro Marechal Rondon 

Segundo a Polícia, a menina foi encontrada por uma tia que relatou aos policiais e à equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que encontrou a criança com inúmeros hematomas e com o corpo já roxo. Rapidamente ela acionou SAMU e a PM. Os socorristas do SAMU tentaram reanimar a criança, mas ela não resistiu aos graves ferimentos e morreu no local.

Informações preliminares dão conta que a criança sofreu politraumatismos, traumas fechados na região do crânio, tórax, abdômen, quadril e pernas, contudo somente o laudo tanatoscópico vai constatar a causa morte.

Em buscas pelos os pais da criança que havia fugido, a Polícia localizou o casal escondido em uma Prainha do Rio Jamari, no mesmo bairro. Os dois estavam com outra criança de apenas 5 meses de vida, outra menina, filha do casal. Ela estava com muita sede e foi socorrida pelos policiais. Depois o Conselho tutelar de Ariquemes acolheu a criança.

Ao serem questionados sobre o ocorrido, Willian afirmou que a Launny Hester Rodrigues (a criança que veio à óbito) teria caído, e como tempos atrás, teria perdido a guarda provisória da criança, após perceber a queda, preferiu fugir. 

William e Ingrid foram apresentados na UNISP. De acordo com a Polícia, na Unidade de Segurança, foi constatado que a madrasta é foragida da Justiça pelo crime tipificado 157 (roubo), e Willian tem várias passagens e tem como marca a tatuagem de um palhaço nas costas (foto à direita/perfil rede social). (Ariquemes190)

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »