20/05/2020 às 14h28min - Atualizada em 20/05/2020 às 14h28min

Covid-19: Sem barreira sanitária, moradores de Pimenteiras circulam normalmente pelas agências bancárias de Cerejeiras

 “É louvável se colocar barreira sanitária para quem chega em Cerejeiras sentido Vilhena, mas também seria importante instalar uma barreira sentido Pimenteiras e região. Há informações de que muitas famílias estão sendo monitoradas e apresentando sintomas do novo coronavírus em Pimenteiras. Essas pessoas estão parando em Cerejeiras para receber auxílio do governo federal e fazer outras operações no Banco do Brasil”. O alerta foi enviado a este MIDIARONDONIA por uma moradora da cidade, preocupada com o avanço da doença.

Segundo ela, “os taxis estão saindo lotados de Pimenteiras e Corumbiara sem haja fiscalização das autoridades na entrada do município. Cerejeiras é uma bolha preste a estourar. Vai acontecer o mesmo que em Guajará-Mirim, onde a cidade está vivendo um alto índice de contaminação do covid-19”, revela..

Com cinco mortes registradas no último dia (18), o município de Guajará-Mirim, assim como Pimenteiras do Oeste, que faz fronteira com a Bolívia, confirmou 34 casos, segundo informa a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). 
Outro município que chama atenção é Vilhena. Ontem, segundo o boletim da Sesau, o município registrou mais dois casos de coronavírus, saltando para 17 no total de infectados.

Nas barreiras sanitárias, acontecem as orientações dos fiscais de saúde para que as pessoas usem máscaras e adotem medidas de higiene. São feitos questionamentos sobre possíveis casos de sintomas como febre, dores e tosse, por exemplo.
 
Outro lado

Em contato com o diretor da Vigilância Sanitária do Município, Jonatha Carvalho ele informou que “não  vê necessidade, tendo em vista que Pimenteiras e Corumbiara não tem caso positivo para covid-19 até o último boletim epidemiológico”.

Ele lembra a redução de pessoal para atender essa demanda. “O município está carente de servidor e de voluntários para trabalharem na barreira, sendo que, uma barreira na saída para Pimenteira e Corumbiara, como já teve anteriormente, eram barradas, em sua totalidade, pessoas que moravam em sítios próximos à cidade”, informou ao site.
 
 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »