25/11/2020 às 08h41min - Atualizada em 25/11/2020 às 08h41min

Governo fortalece associações e cooperativas rurais para maior desenvolvimento do setor produtivo de Rondônia

O fortalecimento do terceiro setor, por meio das cooperativas e das associações rurais, foi o principal objetivo do Seminário sobre Associativismo e Cooperativismo realizado na terça-feira (24), em Ji-Paraná. O evento foi organizado e dirigido pelo escritório local da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO).

No encontro entre técnicos do governo estadual e agricultores familiares locais, foi apresentada a importância e o pleno funcionamento das organizações para o desenvolvimento do setor produtivo. Elas são consideradas essenciais para o sucesso socioeconômico das regiões agrícolas.

Além da abordagem detalhada sobre os dois temas propostos, é através do Sistema Integrado de Parcerias e Descentralização da Execução das Políticas Públicas e Serviços Públicos não Exclusivos do Estado (Sispar), que o terceiro setor pode formar parcerias e alianças estratégicas para maior avanço.
 
 “Mesmo com as restrições impostas pelo momento pandêmico, Rondônia vem se destacando no cenário nacional do agronegócio. E para melhorar ainda mais esse quadro, o governador, coronel Marcos Rocha incentiva o fortalecimento do setor produtivo facilitando o acesso do pequeno produtor ao Sispar”, declarou o secretário regional de Governo, Everton Esteves, durante a abertura do seminário, realizado no auditório da Secretaria Municipal de Agricultores.

Morador da linha Universo, em Ji-Paraná, o produtor de leite Júnior Felício Marques pretende reativar a associação em que o avô dele fundou há cerca de duas décadas. “Eu observo a prosperidade de outros associados e quero restabelecer a antiga organização para criar e administrar mecanismos que nos deixem mais fortes”, disse.

Responsável por explicar e dirimir dúvida durante o evento, a extensionista rural e palestrante Solange Pereira segredou o sucesso ao bom funcionamento dessas organizações do terceiro setor. “Tudo depende da legalização, gestão e unidade entre os participantes. Unido, é possível que o produtor rural se deslanche”, pontuou Solange Pereira.

O gerente interino do escritório local da Emater, extensionista Wellington Rodrigues, reforçou a importância do terceiro setor na economia. “Tanto no associativismo quanto no cooperativismo a proposta é discutir produção agrícola, tecnologia, industrialização, compra e venda da produção. São valores imprescindíveis para o crescimento da coletividade”, disse Rodrigues, ressaltando a “fixação do homem no campo”.

Na abertura do evento, o secretário municipal de agricultura de Ji-Paraná, Reinaldo Pereira Andrade, mencionou a disponibilidade de tratores e outros implementos agrícolas ao produtor rural associado. “Os equipamentos são fruto de parceria entre a Prefeitura e o Governo de Rondônia e estão disponíveis para atender ao terceiro setor”. Fonte: Secom-RO.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »