23/04/2018 às 15h33min - Atualizada em 23/04/2018 às 16h08min

Detran tem mais comissionados que servidores efetivos

Vamos começar a entender algumas coisas que estão acontecendo no Detran de Rondônia, para concluirmos sobre o porquê estamos pagando aqui, em nosso Estado, algumas das maiores taxas e impostos de todo o país. A primeira informação já vai levar o prezado leitor a entender os caminhos absurdos, que transformaram um importante órgão público num peso imenso sobre as costas do contribuinte. O Detran tem hoje um total de 1.001 servidores efetivos, para atender os 52 municípios. Não parece bastante razoável? Claro que parece.  Mas é Denorex: parece, mas não é! Porque há um detalhe dos mais importantes: além desse milhar de efetivos, o Detran tem exatos 1.132 servidores comissionados. Isso mesmo! Tem 131 comissionados a mais do que o total de pessoal do seu quadro. A relação completa foi enviada à essa coluna e está a disposição. Como em várias  cidades do Estado, as Ciretrans andam reclamando da falta de pessoal, seguindo denúncia feita por vários despachantes, pode-se questionar: onde está toda essa gente? A Prefeitura de Porto Velho, superpovoada de servidores, tem 14 mil funcionários e algo em torno de 1.200 cargos comissionados, para atender a uma população de meio milhão de habitantes. Dá para se fazer um comparativo, apenas para racionar: por que o Detran de Rondônia tem 1.132 cargos de confiança? Daí se começa a entender, claramente, do porquê estamos pagando taxas abusivas, algumas delas onze vezes maiores  do que cobra, pelo mesmo serviço, o Detran do Amazonas, apenas como um exemplo. Questiona-se ainda, no mesmo contexto, se o órgão tem tantos servidores, todos certamente trabalhando duro, para que tantos serviços de terceirização? As vistorias, por exemplo, que poderiam ser feitas ao menos por parte desse milhar e pouco de comissionados, custam quase o dobro nos serviços terceirizados, causando grande prejuízo ao contribuinte. Há muito mais taxas e subtaxas, cobranças e emolumentos cobrados, que poderiam ser questionados. Poderiam antes. Não agora. Porque agora se sabe do principal motivo do Detran precisar de tanto dinheiro: tem gente demais para sustentar!O assunto chegou à Assembleia Legislativa, até que enfim! Por iniciativa do deputado Hermínio Coelho, convite assinado por ele e pelo presidente Maurão de Carvalho, chama a população a debater a questão das taxas e impostos cobrados pelo Detran rondoniense. A audiência pública será na próxima sexta-feira, dia 27, a partir das 9 horas da manhã, no plenário da ALE. Quem sabe, a partir desta reunião, começaremos a assistir a uma nova forma do contribuinte ser tratado pelo Detran do nosso Estado? Temos que pagar sim, mas o que for justo. Não podemos é sermos explorados, do jeito que somos hoje, para sustentar a obesidade mórbida de um órgão tomado por  tantos comissionados! Sérgio Pires
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »