16/09/2020 às 08h47min - Atualizada em 16/09/2020 às 08h47min

Preso homem que furtou e tentou vender barco de pré-candidato à prefeitura de Cerejeiras

Midia Rondônia
A Polícia Militar prendeu ontem (15), por volta das 13h50, em Pimenteiras do Oeste, Arnaldo Silva Souza, de 37 anos, acusado de furtar e tentar vender um barco com carretinha e motor pertencente a um pré-candidato à prefeitura de Cerejeiras.

O acusado foi denunciado por um caseiro de uma propriedade rural que, ao ser procurado pelo suspeito, desconfiou do preço dos equipamentos. 

Cismado com a situação, ele acionou a Polícia Militar que, ao abordar o suspeito no local, questionou sobre a nota fiscal e a procedência dos materiais.

Em resposta, disse que tinha recebido o barco como herança de um parente. Enquanto os policiais abordavam o acusado, o verdadeiro dono dos objetos já tinha registrado ocorrência de furto no quartel de Pimenteiras do Oeste.

Chamado para reconhecer os objetos, o verdadeiro proprietário garantiu ser seu todos os pertences. Desmascarado, os policiais deram voz de prisão ao “vendedor” que, no momento do flagrante, ainda ficou bastante exaltado e resistiu ser levado para delegacia de polícia de Cerejeiras, sendo algemado e conduzido pelos militares. A PM também descobriu que o suepito estaria envolvido em outros crimes de furtos na região de Pimenteiras, inclusive de armas de fogo.   


Latrocída

Antes, porém, os policiais foram até a pousada em que o acusado estava e realizaram uma revista minuciosa em companhia da proprietária. No quarto em que ficou hospedado, encontraram munição recarregada de calibre 28.

De acordo com o boletim de ocorrência, há suspeitas de que o acusado estaria envolvido em furtos de armas de fogo e outros crimes praticados naquela região. Também constatou-se que, após verificação detalhada no sistema de indenticação de segurança pública, entre outros crimes, o suspeito tem passagem pela polícia, acusado pelos crimes de furto e latrocínio. Levado para Cerejeiras, ele ficou na carceragem e segue agora à disposição da justiça. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »