17/07/2018 às 11h08min - Atualizada em 17/07/2018 às 11h08min

Daniel ficará de fora e Expedito ainda é dúvida ao Governo

O quadro da corrida ao Governo começa a se clarear, embora ainda possa haver mudanças, em função de negociações políticas ou de decisões da Justiça Eleitoral. Estão postadas as candidaturas de Maurão de Carvalho, Acir Gurgacz, José Jodan (o homem de Jair Bolsonaro em Rondônia), do professor Vinicius Miguel, da Rede de Marina Silva e do representante do PC do B, o advogado Jackson Chediak. Ao que tudo indica, Daniel Pereira ficará mesmo fora do páreo. Agora, para fechar o quadro, falta apenas a definição de Expedito Júnior. Ele tinha dito que após o final da Copa do Mundo, anunciaria sua decisão. Tudo estava caminhando para o anúncio de um Frentão de pelo menos onze partidos a apoiá-lo. O quadro, contudo, mudou, depois que Ivo Cassol anunciou que só manteria o aval ao grupo, caso fosse garantida uma das vagas ao Senado para Carlos Magno. No Frentão, já estava acertado que os nomes do grupo ao Senado seriam os de Marcos Rogério (DEM) e do vereador e Pastor Edésio Fernandes (PRB). Com a exigência de Cassol, o que estava decidido não está mais. As novas conversas estão em andamento. Expedito ainda não confirmou quando se decidirá sobre o assunto. (Sérgio Pires)  
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »